Fale
Fale com a gente
::Home ::Estatuto ::História ::Balanço Social ::Diretoria ::Sede e regionais ::Sindicalize-se
Assessoria de imprensa
:: Entre em contato para outras informações Veja mais

Por que os bancos lucram mais que os outros setores da economia?
Última rodada de negociação acontece nos dias 17 e 19 para discutir reajuste para a categoria e avanços área social; Sindicato participa do Dia Nacional de Luta nesta segunda (15)

Mais uma vez em 2013 o setor bancário brasileiro foi o mais rentável da economia brasileira. De acordo com dados das empresas de capital aberto feitos pela Economática, a rentabilidade mediana dos bancos com ação na bolsa em 2013 foi de 12%. Esse valor representa o meio do caminho entre as rentabilidades de cerca de 30 bancos que tem ação em bolsa, bancos de diversos tamanhos e segmentos. Se olharmos a rentabilidade dos maiores bancos que atuam no país, no entanto, veremos que os valores são ainda mais impressionantes.

A rentabilidade mediana destes bancos – que concentram mais de 80% do mercado - gira em torno de 20%.
Isso significa que enquanto as aplicações de um trabalhador na caderneta de poupança fizeram seu patrimônio aplicado render cerca de 5,2% no ano passado, o patrimônio bilionário dos bancos rendeu 12% e se considerarmos só os maiores, 20%. Outros setores da economia apresentaram rentabilidade bem inferior ao setor financeiro: Setor de Construção (10,7%), Energia Elétrica (9,8%), Têxtil (6,6%), Alimentos e Bebidas (5,8%), Siderurgia e Metalurgia (5,6%), Setor Químico (5,09%) e Telecomunicações (-1,42%).


“Esta semana teremos a definição dos bancos em relação às reivindicações da categoria. Com o lucro bilionário, nada mais justo que os trabalhadores recebam aumento real”, disse Juvandia Moreira, presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região.


Negociação – Nos dias 17 (quarta) e 19 (sexta), a categoria bancária faz a quinta rodada de negociação da Campanha Nacional Unificada 2014. Participam representantes do Comando Nacional dos Bancários e da Federação dos bancos (Fenaban), em São Paulo.


Ato na segunda - O Sindicato participa do Dia Nacional de Luta nesta segunda-feira (15) e as principais agências da cidade de São Paulo e Osasco terão sua abertura atrasada. A categoria reivindica melhores condições de trabalho, fim das demissões, ampliação das contratações, fim das metas abusivas, combate às terceirizações e precarização das condições de trabalho.


Principais reivindicações da Campanha Nacional 2014:

• Reajuste Salarial de 12,5%, sendo 5,4% de aumento real
• PLR – três salários mais R$ 6247
• Piso – Salário mínimo do Dieese (R$ 2.979,25)
• Vales Alimentação, Refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá  – Salário Mínimo Nacional (R$ 724);
• 14º salário
• Fim das metas abusivas e assédio moral – A categoria é submetida a uma pressão abusiva por cumprimento de metas, que tem provocado alto índice de adoecimento dos bancários
• Emprego – Fim das demissões, ampliação das contratações, combate às terceirizações e precarização das condições de trabalho
• Mais segurança nas agências bancárias

 
 
Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região
Se você tem problemas de navegação com este site, contate site@spbancarios.com.br